(11) 4544-2443 (11) 4544-4122 contato@contabilidadeetapa.com.br

Gestão contábil: o que é positivo e negativo no crescimento da sua empresa

A gestão contábil e o ponto de convergência entre os benefícios e riscos dos crescimentos da sua empresa

Não importa o ramo ou o segmento do empresário, todos eles almejam o crescimento das suas empresas, e com razão. O problema não é crescer, mas, sim, como dará esse crescimento, o que não é como um passe de mágico, mas exige todo uma estratégia e muita transpiração.

Por possuir pontos positivos e negativos, a gestão contábil é importante por organizar e contextualizar as estratégias para que a empresa venha crescer.

Justamente por isso, esse artigo foi feito. Empresários podem arcar com riscos, mas precisam saber necessariamente como arcá-los.

Riscos principais

Todo crescimento possui desafios que exigem a empresa uma atenção integral. Todos os seus funcionários precisam compreender isso e adequar-se a esse crescimento e as demandas em questão. Dentro de um contexto de gestão contábil, cabe a empresa resguardar-se de riscos como:

Falta de foco

Toda empresa tem um foco, que está enquadrado a sua segmentação. Entretanto, alguns fatores internos e externos são essenciais para que a empresa mude rumos. Essa fuga do foco da empresa é normal, mas a gestão contábil, ao detectar, organizará a empresa dentro da realidade dos seus focos, ou dentro dos rumos pelo qual a empresa acabou tomando.

O caminho que a empresa vai tomar é de total liberado da sua liderança, mas o sucesso depende de gestão contábil que constrói moldes de trabalho e identidade empresarial do seu negócio.

Ônus

Os dois principais ônus quando uma empresa cresce são os fatores financeiros e de fôlego. De modo geral, as duas questões são bem delicadas para a manutenção do alto nível do projeto. Muitos podem colocar o fator financeiro a frente, até mesmo por fator e subsistência do negócio. Mas o capital sem a motivação, também não gera resultados expressivos, condizentes com a realidade de uma empresa em crescimento constante.

Cabe a gestão contábil fazer uma organização técnica em esferas, focando primeiramente dentro do que é a sua especialidade, o fator financeiro. No Brasil, os empresários sofrem com as questões tributárias e isso faz com que a sobrevivência das empresa em meio ao luro líquido e o seu capital de giro sejam muito pequenas. Independentemente disso, entrar empréstimos e demais tipos de compensações financeiras não pode ser uma opção. Empresas enroladas no fator finanças tendem uma grande montanha pra atravessar antes de crescer.

Então, cabe a gestão contábil montar estratégias de orçamento e conduzir a equipe para um processo organizacional que os motivo e os façam render.

Risco ou benefício?

Os desafios são totalmente naturais em todas as esferas da nossa vida, porém, em todos os desafios, seja no aspecto pessoal ou no empresarial, os riscos sempre tendem a soar mais fácil, querendo nos desencorajar, do que os benefícios. Agora, quando temos noção de onde os nossos resultados podem chegar, percebemos que tudo vale a pena.

Olhando tudo isso, temos a noção da importância da gestão contábil, que planeja o desenvolvimento da empresa para que o empresário tenha total segurança em arriscar.